Ovar e Olivença na rota dos Passos


Ovar participou ativamente na celebração dos Passos de Olivença, cidade espanhola que foi portuguesa ao longo de 800 anos, até 1801, data em que Napoleão, como recompensa da aliança com a Espanha na luta contra o exército anglo-luso, traçou uma nova fronteira entre os dois países peninsulares.


Recebidos fraternamente pela direção da Real Arquiconfraria do Senhor dos Passos e por alguns dos seus confrades, logo visitámos o centro histórico, onde se situam o castelo e as principais Igrejas da vila – assim designam ainda os locais a sua cidade –, sendo, de seguida, obsequiados com um inesperado repasto, que incluiu a famosa paella de marisco.







Porta manuelina


A tarde, esplêndida, foi de descontração, com uma visita guiada a outros, locais da cidade, enquanto era aguardado o início da Missa Solene, que seria celebrada às 18 horas na Igreja de Santa Maria Madalena.

Imagem do Senhor dos Passos
(Olivença, Espanha)


Na missa festiva, a que presidiu o Pároco, Padre Santiago Dorado, tomaram parte vários sacerdotes, entre os quais o Pároco de Ovar, Padre Manuel Pires Bastos e membros das Irmandades do Senhor dos Passos de Olivença e Ovar, com a presença das autoridades.





Foi uma honra para nós ter sido atribuída a dois ovarenses
a missão de pegarem às varas do pálio (ao centro)









Sob o pálio, seguia a relíquia da Santa Cruz, transportada, sucessivamente, entre as diversas capelas são decoradas inteiramente por azulejos das Caldas das Rainhas, a provar que ainda hoje, como nos lembrava o nosso guia, é portuguesa toda a imensa arte que Olivença tem.
Ao recolher a procissão, três horas depois, era já noite, e o tempo conservava-se ameno, sem vento e sem frio. (...) P. B.






Entretanto, milhares de oliventinos e forasteiros iam ocupando as ruas, à espera da saída da procissão, com o Senhor dos Passos, transportado lentamente por quinze homens possantes, descalços, ocultos sob os panejamentos do andor enorme, e precedido e seguido por imensa mole de fiéis, entre os quais os membros das Irmandades e penitentes cumprindo promessas.







Fotos: M. Pires Bastos, Irmão Edgar, Gustavo Ribeiro e Joaquim Fidalgo



O grupo de Olivença na escadaria da Igreja Matriz de Ovar,
 depois de ter visitado a Capela do Pretório em 2009
Sobre a vinda do grupo espanhol a Ovar
veja AQUI



VISITE O NOSSO SÍTIO, EM

[CLIQUE NOS LINKS, A AZUL]

Sem comentários: